Hoje tem eleição para prefeito de Tubarão na Câmara Municipal da cidade

Às 19 horas desta segunda-feira, 7, se inicia a eleição municipal indireta na Câmara Municipal para a escolha do novo prefeito e vice da cidade de Tubarão, no sul do Estado.

O único impedimento que pode adiar a escolha do novo mandatário da cidade é o pedido de anulação da eleição do advogado tubaronense João Marcelo Fretta Zappelini, filiado ao MDB.

Ele entrou com um pedido de urgência na Justiça comum e na Justiça eleitoral por entender que as regras eleitorais colocadas no edital feito pela Câmara de Vereadores favorecem o candidato Jairo Cascaes.

O advogado diz que Cascaes não cumpriu o prazo de descompatibilização de 4 meses do cargo de secretário de Gestão da Prefeitura Municipal. Mas o edital da eleição deu 24 horas, depois da sua publicação, para que os candidatos saíssem dos cargos.

Depois que o ex-prefeito Joares Ponticelli (PP) e seu vice, Caio Tokarski (UB), foram presos em fevereiro de 2023, quem assumiu a administração municipal foi o presidente do legislativo municipal, Gelson Bento (PP), que deve voltar para a Câmara depois dessa nova eleição.

Se tudo sair como a ala da situação combinou, o novo prefeito de Tubarão será o atual presidente da Câmara, vereador Jairo Cascaes, do PSD do deputado estadual Júlio Garcia, e seu vice será o também vereador Moisés Nunes, do PP de Joares Ponticelli.

Estima-se que a chapa 2 composta por eles receba 10 dos 15 votos da Câmara de Vereadores e que o mesmo grupo político continue administrando a cidade de Tubarão.

A outra chapa que concorre a Prefeitura nessa disputa é composta pelos vereadores José Luiz Tancredo (MDB), candidato a prefeito, e Denis da Silva Matiola (PSDB), que é o candidato a vice.

Eles representam a oposição na cidade, que durante os 6 anos de mandato de Ponticelli não teve força para bater de frente com a ala governista da cidade.

O rito se inicia com cada um dos candidatos a prefeito tendo 10 minutos para colocar as suas plataformas de governo e depois cada um dos 15 vereadores terá 5 minutos para justificativa de voto, que será aberto.

Imagina-se que por volta das 21 horas desta segunda-feira a população de Tubarão volte a ter um prefeito e um vice que administração a cidade até 31 de dezembro de 2024.

Obviamente que essa eleição terá interferência direta no pleito municipal do ano que vem, mas aí já é outro capítulo na tão conturbada política da cidade de Tubarão.

Adicionar comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

Acompanhe

Entre em nosso grupo do Whatsapp e nos siga em nossas redes

Patrocinadores