Jorginho Mello vai filiar mais um nome de peso nessa sexta-feira

Depois de garantir o passe do prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, o governador Jorginho Mello (PL) mandou preparar um almoço nessa sexta-feira, 16, na Casa da Agronômica para anunciar mais um nome de peso para o PL catarinense.

Todos os deputados federais e estaduais do partido foram convidados, mas nenhum deles sabe dizer quem é, pois o governador tratou de manter sigilo e só vai revelar mesmo na reunião da filiação.

Nos bastidores, esse nome seria o escolhido para compor a chapa de reeleição do prefeito Topázio Neto (PSD), de Florianópolis, e aí o primeiro personagem que veio à cabeça do meio político foi o do ex-deputado estadual Bruno Souza, que na semana passada saiu do partido Novo e tinha confirmado um novo convite feito por Jorginho para ingressar no PL.

Nem Jorginho Mello, nem os integrantes da executiva municipal do PL e muito menos Bruno Souza quiseram comentar sobre o almoço, mas se realmente o ex-deputado for o escolhido do governador para representar o partido na eleição de 2024 em Florianópolis, nomes como o dos vereadores Gabrielzinho e Maryanne Mattos acabam ficando pelo caminho e sendo mapeados para fortalecer a bancada do PL na Câmara Municipal.

Bruno Souza disse também que, além do PL, tinha recebido outros dois convites de partidos, mas que iria definir em breve a nova casa. Se não for ele o nome do governador, muito provavelmente ele pode se transformar num bom adversário para o PL em 2026, mas é pouco provável que o governador o deixaria ir para outra sigla.

Fato é que esse nome só será revelado no almoço do governador com os deputados do PL e aí provavelmente já teremos a primeira chapa definida em Santa Catarina.

Obviamente que não se pode esquecer de outros políticos que já tem a porta aberta no PL, como o deputado e secretário de Estado do Meio Ambiente, Ricardo Guidi, que hoje está no PSD, mas encontra dificuldade para ser o escolhido do seu partido a prefeitura de Criciúma. Mas a maior aposta mesmo recai sobre o nome de Bruno Souza.

Além do nome que será apresentado pelo governador, a maior incógnita em Florianópolis é para saber o que vai fazer o ex-senador Dário Berger (PSB). Ou ele vai se candidatar a prefeito na Capital, ou vai tentar ser novamente prefeito em São José ou apenas vai ficar em casa assistindo tudo de camarote.

Bem, essa resposta só ele mesmo pode dar, mas é fato que dificilmente ele volte para o MDB, que em Florianópolis já fechou com Topázio e em São José não deve ter candidato próprio.

Adicionar comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

Acompanhe

Entre em nosso grupo do Whatsapp e nos siga em nossas redes

Patrocinadores