Sargento Lima se pronuncia sobre abordagem ao influencer Cezar Rincon

Uma guarnição da Polícia Militar de Santa Catarina foi chamada na madrugada de sábado, 30, para resolver um problema de perturbação do sossego num posto de gasolina no centro de Itapema, no litoral catarinense.

Segundo a PM, motoristas com caminhonetes estariam acelerando e fazendo muito barulho no local. Chegando no posto, os policiais também constataram que uma caminhonete Dodge RAM 1500 estava pintada de branca, mas no documento constava que o veículo deveria ter a cor preta.

A caminhonete era de propriedade do influencer Cezar Rincon (@rincon061), que se intitula “Realizador de Sonhos”. Cezar alegou que fez a solicitação da alteração legal da cor, mas não atualizou os documentos.

Num vídeo gravado por ele, Rincon alega ter sido vítima de agressão por parte de dois policiais à paisana. “Policiais agrediram e colocaram spray de pimenta nos guris. Agora o trem vai ficar doido. Dois policiais à paisana chegaram junto, deu uma porradaria. Eu gravei tudo”, diz o influenciador.

Em alguns momentos as imagens mostram também que Cezar Rincon debocha dos Policiais. “O que foi, tá encantado?”, questionou ele para um dos Policiais Militares.

Populares que acompanhavam a abordagem disseram que o influenciador desafiou os policiais e incitou pessoas ao redor a cercarem os PMs. “O indivíduo estava alterado, dizendo que não se importava com o carro, que possuía mais de dois milhões de seguidores nas redes sociais e que gostaria de ser preso, pois ganharia ainda mais seguidores”.

De acordo com a Polícia Militar de Santa Catarina, as badernas que aconteceram na cidade de Laguna num evento de motocicleta em meados de dezembro estão acontecendo agora em Itapema, Porto Belo e região.

“Tem gente batendo palma para esses arruaceiros, mas os caras vêm pra cá só para dar alteração. Somos nós, policiais, que seguramos o rojão. E vai estourar sempre na nossa conta”, desabafou um dos policiais.

Diante da repercussão do fato, o deputado estadual Sargento Lima (PL), que vai assumir a Secretaria de Segurança Pública do Estado no mês de janeiro, se pronunciou.

Ele disse que “se vier para cá pra poder se comportar como um animal, vai ser tratado como um animal”. Lima disse também que “se vier pra cá pra poder desafiar a polícia, ofender, fazer arruaça, queimar pneu, perturbação do trabalho e sossego alheio, vai ser chamado a atenção, vai ter gás lacrimogênio sim, vai ter bala de borracha, algema e prisão, não tenha dúvida em relação a isso”.

Adicionar comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

Acompanhe

Entre em nosso grupo do Whatsapp e nos siga em nossas redes

Patrocinadores