A recepção a Jair Bolsonaro foi marcada pela busca da selfie perfeita

O ex-presidente Jair Bolsonaro chegou no aeroporto de Florianópolis no fim da manhã de terça-feira, 23, e lá já estavam autoridades como o governador Jorginho Mello (PL) e o deputado federal Daniel Freitas.

Mas os que mais brigaram para estar do lado de Bolsonaro foram os pré-candidatos a prefeito e vereador nas eleições de 2024, que se engalfinhavam pela busca de uma bela foto para futuramente usarem na campanha eleitoral.

Independente se em 2018 e em 2022 esses pré-candidatos seguiam ou apoiaram Bolsonaro, os novos membros do Partido Liberal se mostravam à vontade para dizerem que hoje são defensores da pátria e da família e que vão lutar para que o “mito” volta a comandar o Brasil.

Nas redes sociais, o que mais aparecia na time line dos usuários do Instagram era pré-candidato a prefeito de tudo quanto é cidade de Santa Catarina com uma bela foto sorridente ao lado do ex-presidente tentando dar uma turbinada nessa campanha antecipada.

A vinda de Bolsonaro para Santa Catarina mostra o quão dependente o PL está dele e o quanto os seus candidatos precisam da sua imagem para se elegerem em 2024.

É fato que o ex-presidente tem força suficiente para eleger quem ele bem entender, mas é fato também que o PL precisa mostrar muito mais do que apenas a imagem de Jair Bolsonaro para que seus pré-candidatos vençam as eleições deste ano.

Independente do calendário eleitoral, a campanha de 2024 já está no dia a dia do eleitor que, nesse momento, está apenas olhando para ver o que vai acontecer até o dia da eleição. As bolhas estão frenéticas com as suas lideranças, mas até agora não se ouviu de ninguém alguma proposta que realmente vá melhorar a vida das cidades.

Já é certo que Jair Bolsonaro retorna para o Estado depois da homologação das candidaturas, que terá que acontecer até o dia 5 de agosto. Segundo a sua assessoria, ele deve passar por Florianópolis, Balneário Camboriú, Joinville, Blumenau, Criciúma, Tubarão e Chapecó.

Essa última passagem de Jair Bolsonaro por Santa Catarina mostrou que a pré-candidata do PL em São José não deve ter seu apoio em 2024.

Tudo porque a ex-prefeita Adeliana Dal Pont, durante a pandemia, gravou um vídeo falando sobre os 500 mil mortos da covid-19.

Segundo informações vindas daquela cidade, ao ver esse vídeo de Adeliana criticando o Governo Federal na pandemia, Bolsonaro não teria gostado e pediu que fosse cancelada uma motociata organizada pelo PL de São José, que iria do Kobrasol até a região central da cidade.

Com esse veto de Bolsonaro, Adeliana Dal Pont não teria nem tentado se aproximar do ex-presidente, ficando até mesmo sem subir no palco onde estava Jorginho Mello e outros pré-candidatos bolsonaristas.

Adicionar comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

Acompanhe

Entre em nosso grupo do Whatsapp e nos siga em nossas redes

Patrocinadores